Chuva de meteoros do Cometa Halley poderá ser vista da PB nesta semana

A primeira grande chuva de meteoros de 2022 e uma das melhores para o Hemisfério Sul do planeta ocorre nesta semana, e poderá ser vista da Paraíba, se o tempo colaborar. A Eta Aquáridas ocorre quando a Terra atravessa a parte mais densa da trilha de detritos deixada pelo Cometa Halley. Cada pequeno fragmento deixado pelo cometa, ao atravessar nossa atmosfera em alta velocidade, gera um meteoro, que é o fenômeno luminoso popularmente conhecido como “estrela cadente”. 

Cometa Halley registrado em 1986 - Créditos: W. Liller

Cometa Halley registrado em 1986 – Créditos: W. Liller

Durante uma chuva de meteoros, vários fragmentos da mesma trilha atingem a atmosfera. No caso da Eta Aquáridas, sua atividade se inicia em 21 de abril e vai até 12 de maio, mas o momento de maior intensidade da chuva ocorre na noite entre 5 e 6 de maio, quando costuma apresentar mais de 40 meteoros por hora em condições ideais. 

A Eta Aquáridas não é a única duas chuvas anuais de meteoros associadas ao Cometa Halley. Além dela, a Oriónidas, que acontece no mês de outubro, também é gerada pelos detritos do mesmo cometa, mas não é tão intensa quanto a Eta Aquáridas.

Eta Aquáridas em 2022

Este ano, a ausência da Lua, que deve se pôr nas primeiras horas da noite, deve favorecer bastante a visualização dos eta aquarídeos (como se chamam os meteoros desta chuva). Isso é uma excelente oportunidade para procurar um bom local e acompanhar uma das melhores chuvas de meteoros do ano.

É uma chuva de bastante constante e nunca decepciona. Sempre apresenta uma boa quantidade de meteoros na noite da máxima e nas noites anterior e posterior também. São formados por fragmentos que atingem a Terra numa velocidade em torno de 252 mil quilômetros por hora, o que gera meteoros muito rápidos e luminosos, alguns deles deixando uma trilha ionizada por alguns segundos. Não é algo muito comum, mas alguns meteoros da Eta Aquáridas podem ser bastantes luminosos e explosivos.

E a Paraíba está em uma posição privilegiada para observação desta chuva. Em condições ideais, será possível observar acima de 40 meteoros por hora.

As condições ideais para se contemplar uma chuva de meteoros é uma noite sem nuvens em um local afastado das luzes das grandes cidades. Essas luzes são prejudiciais porque ofuscam as estrelas e os meteoros mais tênues, então, se você está em uma cidade, procure desligar o máximo de luzes ao redor antes de iniciar as observações.

Como observar

O momento de maior intensidade da Eta Aquáridas será na noite entre quinta (05) e sexta-feira (06 de maio). Essa noite é, sem dúvida, o melhor momento para se observar a Eta Aquáridas, especialmente, nas últimas horas da madrugada do dia 06, quando a atividade de meteoros estará mais intensa. Entretanto, nas noites anterior e posterior também é possível observar uma boa quantidade de meteoros dessa chuva.

Os eta-aquarídeos devem começar a surgir a partir das 01h da manhã, mas só vão ficar mais frequentes a partir das 02h30, até atingir seu momento de maior intensidade no final da madrugada, antes do crepúsculo matutino. Dessa forma, a melhor estratégia para observar essa chuva será acordar por volta das 2h da manhã e aproveitar os meteoros até o amanhecer.

Os melhores locais para observar uma chuva de meteoros são aqueles bem escuros, longe dos grandes centros urbanos. Procure um quintal, jardim, varanda, ou qualquer área que lhe forneça uma boa visão do céu e, de preferência, longe de qualquer iluminação. Uma cadeira de praia é excelente para se deitar e observar o céu de forma mais confortável.

Apesar do radiante da Eta Aquáridas ficar em Aquário, você não precisa estar olhando na direção dessa Constelação para ver seus meteoros, pois eles aparecerão em todas as partes do céu, apenas parecendo vir da direção da Constelação, conforme mostrado na imagem abaixo.

Simulação do radiante da chuva de meteoros Eta Aquarídas - Fonte: BRAMON

Simulação do radiante da chuva de meteoros Eta Aquarídas – Fonte: BRAMON

Outra atração da madrugada é o alinhamento dos planetas Saturno, Marte, Júpiter e Vênus, que surgirão no céu em sequência, a partir da meia-noite, aproximadamente.

Uma chuva de meteoros é um fenômeno astronômico dos mais democráticos. Pode ser observada por qualquer pessoa que possua uma visão razoável e acesso a algum pedaço de céu. Não é preciso telescópios, câmeras e nem de nenhum equipamento especial. Basta ter disposição para perder algumas horas de sono e olhar para o céu. Então, se você quiser acompanhar esse espetáculo, prepare um local, ative o despertador e torça para que o tempo colabore para que você possa contemplar uma das melhores chuvas de meteoros do ano, a Eta Aquáridas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *